09 dezembro, 2007

Disco: Jarvis - Jarvis


Já foi editado há um ano, eu sei. Mas esteve esgotado durante muito tempo na FNAC do Chiado, e a minha absoluta preguiça impediu-me de o procurar noutros locais.

Mea culpa, que assim perdi meses de deleite... Ou melhor, não é totalmente verdade, porque duas das músicas já conhecíamos na versão de Nancy Sinatra (no disco que lançou em 2004 pela mão de Morrissey), mas o facto é que na voz de Jarvis soam de forma diferente.

Para quem não saiba, o senhor Jarvis Cocker foi durante anos a fio vocalista, compositor e a imagem dos saudosos Pulp. E neste seu disco a solo, distante do pop mais alegre dos Pulp de meados dos anos 90 mas próximo dessa obra-prima blasé e decadente que foi o seu "This Is Hardcore", Jarvis está melhor do que nunca.

O disco é todo bom, mas gostei especialmente de "I Will Kill Again", "Fat Children" e "From Auschwitz to Ipswich". Jarvis avisa (e nosso amigo é): se julgamos estar a salvo nas casas de campo, nos carros com GPS, a beber vinhos seleccionados e com as fotos de família no telemóvel, estamos bem enganados. E bem fodidos, ou a caminho disso.

4 comentários:

Bruno Taborda disse...

Então e o "Cunts are still running the world"? Ou sentes-te atingido?

:)

Ervilha Escriba disse...

Ahahahahahah!

Isto está bom!

Dá-lhe com força!

Ervi

CC disse...

Boa, LR. Que sentido de oportunidade! Pareces o Cardozo.
E que tal fazeres uma crítica ao antepenúltimo disco do Bruce Springsteen?

Bruno Taborda disse...

LR : Eu sei que os chefes são sempre umas bestas, mas olha que o ccliente tem sempre razão ;-)