26 fevereiro, 2009

Filme : Coraline


Segundo me diz o Anobii (aquela coisa na barra lateral que vos diz que livros eu tenho lido), o autor de que tenho mais livros é o Neil Gaiman. Isto justifica-se não pelo facto de ser o meu autor favorito, mas sim pelo facto de ser dos poucos autores que começou na BD (onde o descobri graças ao fabuloso Sandman) e que conseguiu fazer a passagem para a literatura com sucesso. Também não o considero um grande autor, apesar de um principio de carreira na literatura com dois excelentes livros (Neverwhere e American Gods), a produção posterior apresenta-o um pouco preso no género da fantasia e sem grande vontade de avançar para outras paragens. Independentemente disso, o facto de ter uma imaginação inigualável, tem-me feito voltar a cada novo livro. A notícia que o seu Coraline ia ser adaptado ao cinema por Henry Selick, realizador do meu filme de animação favorito (The Nightmare Before Christmas), deixou-me imediatamente a salivar.

Mas confesso que me senti um pouco desiludido com o resultado final. Mesmo se o design de personagens e cenários é brilhante, e a realização está à altura do trabalho anterior de Selick, parece-me faltar algum ritmo ao filme. O facto de já conhecer a história pode ter roubado um pouco do efeito surpresa, e também pode ter sido graças à "maravilhosa" moda do 3D, em que me estreie, e que me parece distrair mais do que ajudar a embrenhar. No entanto tem pelo menos duas sequências que me deixaram completamente maravilhado (a descoberta do jardim e a final) e que me parecem suficientes para justificar o visionamento do filme. ( 4 / 5 )

2 comentários:

Raciocínico disse...

Neil Gaiman é, de facto, o maior.

Estou há muito tempo à espera desta animação, fico com pensa se realmente for uma desilusão.

Bruno Taborda disse...

Raciocinico : Não foi uma desilusão, repara que dei 4 em 5 ao filme. Eu tinha era expectativas demasiado grandes para o filme.