11 março, 2008

Disco : Nick Cave & The Bad Seeds - Dig!!! Lazarus Dig!!!

Aviso inicial do costume: blah, blah, blah, fã incondicional, bleh, blih, bloh, 20 anos a seguir com fervor religioso, bluh, blah, blih, quem não gosta não vai começar agora...

Faz hoje uma semana que começei a escrever este post e escrevi o paragrafo poético e introspectivo que leram acima. Por falta de disponibilidade temporal e mental, não consegui até agora dar seguimento à coisa, e o mais irritante é que entretanto tenho pelo menos mais uns quatro discos sobre os quais também queria escrever (Gutter Twins, Portishead, Elbow, Los Campesinos!), e dúvido que alguma vez consiga. São os 4 muito recomendáveis e se não quiserem esperar, podem sempre ir descobrindo...

Passando à matéria em análise, este é para aí o centésimo disco do São Nicolau das Cavernas, numa obra em que só existe para mim um único momento menos conseguido (Nocturama de 2003). Como é lógico, numa obra tão extensa, Cave já mostrou várias personas e de todas essas a que sempre preferi foi a do brincalhão libidinoso que volta a dar a cara neste disco. É notória a re-energização resultante do projecto Grinderman e das bandas sonoras com o Warren Ellis: estão mais experimentais (não muito na composição, mas sim nos detalhes), e as letras voltam a ter uma actualidade e uma forma absolutamente brilhantes. Atentem por exemplo a este pequeno excerto de Today's Lesson:

Janie says we're all such a crush of want half-mad with loss
We are violated in our sleep and we weep and we toss and we turn and we burn
We are hypnotised we are cross-eyed we are pimped we are bitched
We are told such monstrous lies

Janie wakes up and she says
We're gonna have a real good time tonight

Mr Sandman, he has a certain appetite for Janie in respose
He digs her pretty knees and that she is completely naked underneath all her clothes
He likes to congregate around the intersection of Janie's jeans, yeah
Mr Sandman the inseminator opens her up like a love letter and enters her dreams


Para mim (e não excluindo a possibilidade de esta visão ser alterada por factores históricos) este é não necessariamente o melhor, mas certamente o disco de Cave que gosto mais desde o Let Love In. 2008 é portanto uma grande colheita, que poderá ser degustada ao vivo nos Coliseus no próximo mês. Vai ser o meu 5º concerto dos homens... ( 5 / 5 )


Nick Cave & The Bad Seeds - Dig!!! Lazarus, Dig!!!

3 comentários:

Maria disse...

Eu sou suspeita para comentar..... adoro Nick cave :). acho que este álbum está bom. Pessoalmente não fui muito fã do Grindman, mas não se pode agradar a todos.
O meu álbum/álbuns favoritos é o Abbatoir Blues/Lyre of Orpheus e a minha música de eleição é mais díficil, talvez The Ship Song seja a que mais mexe comigo.
Beijinhos
Maria Pi

PS: Também tenho aqui os Gutter Twins para ouvir, mas infelizmente não tive tempo. Ouvi foi a outra colaboração do Mark Lanegan com os Soulsavers e recomendo.
Estou a ouvir uma recém descoberta ,The Bird and the Bee.

rita maria josefina disse...

Tenho cá para mim, que este novo álbum de Cave, mais o novo dos The Kills, vão marcar presença nos tops de álbuns do ano...
Elbow tb é muito bom sim senhor. e Okkervil River, já ouviste? E outros muito bons, Yeasayer.
São tantas que as vezes fica difícil de acompanhar..

Ana disse...

É fabuloso, sim:)

Como já seria de esperar vindo deste SENHOR;)

beijoooooo