10 fevereiro, 2006

Filme : Nothing (Nada)


Para não variar, hoje trago-vos mais um filme esquisito, com a particularidade de ter obrigação de ser um pouco mais conhecido por estas bandas, dado ter sido Grande Prémio no Fantas 2005 e estar editado em DVD por cá!

Realizado por Vincenzo Natali em 2003 (o mesmo de Cubo e Cypher), conta-nos a história de dois amigos de infância tornados loosers pelas circunstâncias da vida: Andrew que após vários traumas ao longo da vida sofre de agorafobia, e Dave que para não deixar de ajudar o amigo, vive com ele. Certo dia (os primeiros 10-15 minutos do filme) a vida deles complica-se (Dave perde o emprego e é deixado pela namorada, e Andrew é falsamente acusado de "pedofilia" por uma criança mimada) e deparam-se com a policia, uma equipa de demolição e uma catrefada de jornalistas à porta. Num acesso de pânico desejam ambos que o mundo que os persegue desapareça, o que acontece... Da vez seguinte que abrem a porta, a única coisa que existe para além da sua casa é o nada, branco e infinito e a parecer um trampolim...

No seu âmago, este Nothing é um buddy movie um bocadinho à maneira dos irmãos Farrely, mas com uma camada de fantástico em cima. É, acima de tudo, um exemplo de como se pode fazer cinema de forma digital, com muito pouco dinheiro, muita imaginação e dois actores bem dirigidos. Natali confirma-se como um dos realizadores mais originais dos últimos tempos, e demonstra uma capacidade de montagem como não via há algum tempo.

A capa da edição nacional (aqui mesmo ao lado) da LNKaka (como é frequentemente intitulada nos forúns da DVDMania), é um achado de marketing (na realidade eles são uns visionários incompreendidos ;-), em que nos fazem querer que estamos perante um filme de terror (quando na realidade é uma comédia)... de extras temos perto de 0 (como seria de esperar) e temos muita sorte em ter som 5.1, porque 2.0 é perfeitamente suficiente para os grunhos dos Portugueses... Ou seja, ou alugam, ou esperam que fique abaixo dos 10 euros (que com a tendência do mercado deve acontecer antes das férias grandes), mas não deixem de ver o filme. ( 4 / 5 )

4 comentários:

xá-das-5 disse...

Pois já fiz o backup há uns 15 dias depois de vê-lo. É daqueles que merece gasto de tinteiros e papel glossy, com impressão nos dvds :)
Gostei francamente do Nothing e concordo plenamente contigo em relação à capa. Eu sabia que tinha saído, fui ao VC tentar encontrar e tive que perguntar onde estava. E quase que disse ao funcionário que não era aquilo...
Enfim...
Os dois actores estão extraordinários. É muito difícil fazer um papel sobre nada, embora o nada aqui seja o vazio que de interior passa a a exterior... para voltar ao interior.
O conflito final faz pensar muito sobre a vida quotidiana e porque a maior parte das merdas acontecem, não achas?

Bruno Taborda disse...

Sem dúvida! É mesmo uma perfeita demonstração da estupidez natural humana, seguida de remorso lavado em lágrimas!

Anónimo disse...

Não encontro esse filme nas locadoras da minha cidade. Alguém sabe onde posso baixa-lo ?

Anónimo disse...

ptz, tbm queria baixar. n encontrei em nenhum lugar