24 julho, 2007

Uma nova Inglaterra?


A britishness sempre foi um tema recorrente nas músicas de Billy Bragg. A New England é talvez a sua música mais conhecida, e a sublime Greetings to the New Brunette tem lá dentro esta pérola: «How can you lie there and talk 'bout England, when you don't even know who's in the team?...»

Da música para os livros, Bragg consegue em trezentas e tal páginas falar da história de Inglaterra, da sua própria família, da sua adolescência, e dos Clash - entre outros...
A mesma sinceridade e ingenuidade das músicas está aqui por inteiro. Bragg é genuinamente empenhado e patriota - e faz Michael Moore parecer o Homer Simpson da esquerda.

2 comentários:

Ervilha Escriba disse...

Os Queen tinham uma regra clara: podiam fazer trabalhos a solo à vontade, mas se mais de 50% dos membros do grupo estivessem envolvidos, essa obra teria de ser publicada sob a égide do Q sagrado.
Ora, como voces perfazem 70% do CC (66,66(6)% aritméticos mais uns pózinhos de eu ser o mais magro, hehe) parece que me vão forçar a dignificar este pasquim ou, pelo menos, a enviarem-me os cheques das royalties com regularidade.
EE

Bruno Taborda disse...

LR: Muito bem vindo! Agora é que vamos ter um blog a sério! Parece até que alguém ficou com ciúmes ;-)

Ervilh@: O convite está no correio. Agradeço(emos) apenas que te abstenhas de publicar fotos da Mamífera, dado este ser um blog dedicado à arte (e ocasionalmente à falta dela).