09 dezembro, 2008

7 Polegadas de Prazer

Esta nova rubrica do Contracultura pretende prestar vassalagem a esse objecto mítico da música e do coleccionismo que é o 7 polegadas. Mais conhecido entre nós como o single, o 45 rotações, o EP ou "um disco dos pequenos", poucos haverá de entre vós que nunca tenham travado contacto intimo com, pelo menos, um exemplar.

Durante muitos anos considerado como a versão para crianças do LP, o single resistiu a tudo e hoje para além de ser o formato de eleição dos grandes coleccionadores é também o meio de promoção preferido de muitos dos novos artistas que procuram criar um culto de seguidores.

Deliciem-se então com esta apresentação (a minha e a do Camané!). Ah! Fadista!

PS: Apesar do que o título deste post possa sugerir, 7 polegadas é o diâmetro de um single em vinil e não a altura do Camané

10 comentários:

Carca disse...

Este é o Camané Camané? O verdadeiro? Se for, é um grade achado! Quanto queres pelo disco?

Angelblue disse...

O que eu mais gostava era de por um LP a tocar com as rotações de um Single e todas as melodias pareciam cantadas pelo Pato Donald. Adorava ir com os meus irmãos mais velhos à Valentim, eles compravam LPs dos Pink Floyd e Doors, e eu, um single dos Queen :D era um ritual.

Mr X disse...

Um EP não tem a dimensão de um single mas sim de um LP!!!
tsk tsk...

Bruno Taborda disse...

Ervi : Que bela ideia! Queres que isto seja um exclusivo teu, ou eu e o LR também podemos contribuir?

Carca : Não sei so o disco estará à venda na próxima feira em que nós (não) participarmos, mas tenho a certeza que o Ervi te vai responder.

Angelblue : Também temos (muitos - demais mesmo) singles de Queen.

Mr X : Não tentes ensinar a missa ao vigário ;-)

Ervi Mendel disse...

Bruno,
Tu podes, o LR não! lol


Carca,
Sim, é mesmo o Camané! Aliás a cara não mudou muito!

Quanto à negociata o melhor é mandares o teu e-mail ao Bruno e ele acrescenta-te à nossa mailing list. Quero manter este rubrica pura, sem dinheiro à mistura.

Dito isto, claro que se tiveres aí a Scarlett Johanssen em carne e osso para a troca é já a seguir!


Angelblue,
Sempre a somar pontos e a subir na minha consideração :)


Mr X,
Desculpa lá mas prefiro não me envolver em discussões desta natureza com...amadores, lol

Mr X disse...

Desculpem, mas os EPs que tenho cá por casa são do tamanho de LPs, não de singles. Só que vcs são muito pitos, muito pitos...

Ervi Mendel disse...

Pronto, está bem:

EPs were released in various sizes in different eras. In the 1950s and 1960s, EPs were introduced as compilations or album samplers and were typically played at 45, then later 33⅓ rpm recordings on 7in (18cm) discs, with two songs on each side.

The first EPs were 7-inch vinyl records with twice the number of tracks (i.e. four) as a normal single, and were generally given a title, as opposed to being named after a lead track. Examples include The Beatles' The Beatles Hits EP from 1963, and The Troggs' Troggs Tops EP from 1966, both of which collected previously-released tracks.The playing time was generally between 10 and 15 minutes.

*****

Em Portugal o termo "EP" diz sempre respeito a 7 polegadas com mais de duas músicas.

Se for um 12 polegadas que não é um LP chama-se "máxi" ou "mini-LP".

Tendo em conta que os EPs mais antigos que tenho em casa são de 1956 diz-me lá que é o pitinho? hehehe

Me Hate disse...

Bem este achado é, das duas umas: ou um achado do tempo em que nem ainda os dinos sabiam que vinham aí ou, a fotomontagem está um espectáculo... Never the less, valeu a gargalhada!

Ervi Mendel disse...

Me Hate,
É um disco verdadeiro. E existem mais uns tantos de quando ele era garoto e ganhou a "Grande Noite do Fado".

Mr X disse...

Pronto, Ervi...
Foste enganado mais uma vez pela wikipedia
:)
ehhehehehe

Rendo-me à evidência!
Para mim EPs eram maxi-singles.