10 março, 2010

Disco : B Fachada - B Fachada


Este post está pelo menos 3 meses atrasado. Um daqueles casos em que as boas intenções, e a busca da perfeição que faça justiça à obra, provoca a letargia e a falta de acção. Basicamente, tenho sentido que a minha inspiração não tem sido suficiente. Mas chega de esperar, porque se continuar, acabarei por não dizer nada sobre este disco que, segundo um dos meus mais Leais amigos: "É o melhor disco Português dos últimos anos, quiçá de sempre".

Se o primeiro disco - Fim de Semana no Pónei Dourado - já demonstrava muitos sinais de imaginação e talento, este consegue ser muito mais coeso tanto musicalmente como em termos de letras. E que textos! Estas canções não exclusivamente de amor, mas em torno dele, estão todas impecavelmente bem escritas, com toques de humor onde fica bem, seriedade onde é necessária, e com um Português que não tem medo de misturar um toque antiquado com o ocasional palavrão. Acima de tudo, com baldes de originalidade. Musicalmente a coisa também não fica nada atrás. Quase todos os instrumentos foram tocados pelo próprio Bernardo, tirando o convidado ocasional. No seu todo torna-se um disco verdadeiramente encantador e que demonstra um potencial inimaginável para o futuro do cantor.

Tive também a sorte de ser convidado para o lançamento oficial do disco no auditório da sede do Montepio, e devo dizer que não fica nada atrás ao vivo. Voz e instrumentos muito conseguidos mas com um toque muito natural e real, e uma simpatia e à vontade em palco que parecem juntar ao potencial revelado em disco, capacidade para concertos íntimos e totalmente memoráveis, o que pretendo confirmar no próximo dia 25 na Galeria ZDB.

3 comentários:

Nébula disse...

o que é nacional é bom =D

Bruno Taborda disse...

Nem sempre ;-) Mas no caso presente é bem verdade...

Angelblue disse...

Está quase :D tenho pena de não ir ver (ouvir/sentir)... este blog é o melhor que há sem duvida, sempre actual ;)